sábado, 26 de fevereiro de 2011

Como ter fé se não vejo Deus agindo? - Bambu chinês



Depois de plantada a semente deste incrível arbusto, não se vê nada por aproximadamente 5 anos, exceto um lento desabrochar de um diminuto broto a partir do bulbo.

Durante 5 anos, todo o crescimento é subterrâneo, invisível a olho nu, mas... Uma maciça e fibrosa estrutura de raiz que se estende vertical e horizontalmente pela terra está sendo construída. Então, no final do 5º ano, o bambu chinês cresce até atingir a altura de 25 metros.

Um escritor de nome Covey escreveu: "Muitas coisas na vida pessoal e profissional são iguais ao bambu chinês. Você trabalha, investe tempo, esforço, faz tudo o que pode para nutrir seu crescimento, e às vezes não vê nada por semanas, meses ou anos. Mas se tiver paciência para continuar trabalhando, persistindo e nutrindo, o seu 5º ano chegará, e com ele virão um crescimento e mudanças que você jamais esperava..."

O bambu chinês nos ensina que não devemos facilmente desistir de nossos projetos e de nossos sonhos... Em nosso trabalho especialmente, que é um projeto fabuloso que envolve mudanças de comportamento, de pensamento, de cultura e de sensibilização, devemos sempre lembrar do bambu chinês para não desistirmos facilmente diante das dificuldades que surgirão.

Procure cultivar sempre dois bons hábitos em sua vida: a Persistência e a Paciência, pois você merece alcançar todos os seus sonhos!!!

"É preciso muita fibra para chegar às alturas e, ao mesmo tempo, muita flexibilidade para se curvar ao chão."

Corrida de Sapos



Era uma vez uma corrida de sapinhos.

Eles tinham que subir uma grande torre e, atrás havia uma multidão, muita gente que vibrava com eles.

Começou a competição. A multidão dizia:

Não vão conseguir, não vão conseguir!

Os sapinhos iam desistindo um a um, menos um deles que continuava subindo.
E a multidão continuava a aclamar:

Vocês não vão conseguir, vocês não vão conseguir.

E os sapinhos iam desistindo, menos um, que subia tranqüilo, sem esforços.

Ao final da competição, todos os sapinhos desistiram, menos aquele.

Todos queriam saber o que aconteceu, e quando foram perguntar ao sapinho como ele conseguiu chegar até o fim, descobriram que ele era surdo.

Quando a gente quer fazer alguma coisa que precise de coragem não deve escutar as pessoas que falam que você não vai conseguir.

Seja surdo aos apelos negativos.

Salmo 37:5

Entrega teu caminho ao Senhor, confia Nele e o mais Ele fará.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Enterre o NÃO CONSIGO de sua vida - parte I



Esta história foi contada por Chick Moorman, e aconteceu numa escola primária do estado de Michigan, Estados Unidos.
Tomei um lugar vazio no fundo da sala e assisti. Todos os alunos estavam trabalhando numa tarefa, preenchendo uma folha de caderno com idéias e pensamentos.
Uma aluna de dez anos, mais próxima de mim, estava enchendo a folha de "não consigos".
"Não consigo fazer divisões longas com mais de três números." "Não consigo fazer com que a Debbie goste de mim."
Caminhei pela sala e notei que todos estavam escrevendo o que não conseguiam fazer. "Não consigo fazer dez flexões.", "Não consigo comer um biscoito só."

A esta altura, como a atividade despertara minha curiosidade, decidi verificar com a professora o que estava acontecendo e percebi que ela também estava ocupada escrevendo uma lista de "não consigos". Observando tudo, eu me perguntava por que estavam trabalhando com negativas, em vez de escrever frases positivas...
Os estudantes escreveram por mais dez minutos. A maioria encheu mais de uma página.
Depois de algum tempo os alunos dobraram as folhas ao meio e as colocaram numa caixa de sapatos, vazia, que estava sobre a mesa da professora.
Quando todos os alunos haviam colocado as folhas na caixa. Donna, a professora, acrescentou as suas, tampou a caixa, e saiu pela porta do corredor.

Os alunos a seguiram. Logo à frente ela pegou uma pá. Depois seguiu para o pátio da escola. Ali começaram a cavar. Quando a escavação terminou, a caixa de "não consigos" foi depositada no fundo e rapidamente coberta com terra.
Trinta e uma crianças de dez e onze anos permaneceram de pé, em torno da sepultura recém cavada. Donna então fez uma pequena oração: "Amados, que a expressão não consigo possa descansar em paz e que todos os presentes possam retomar suas vidas e ir em frente na sua ausência. Amém."

Ao escutar a oração entendi que aqueles alunos jamais esqueceriam a lição.

Enterre o NÃO CONSIGO de sua vida - parte II





A atividade era simbólica: uma metáfora da vida. O "não consigo" estava enterrado para sempre. Logo após, a sábia professora encaminhou os alunos de volta à classe e promoveu uma festa. A festa da libertação. Depois disso, nas raras ocasiões em que um aluno se esquecia e dizia "não consigo", Donna simplesmente sorria e o aluno então se lembrava que "não consigo" estava morto e reformulava a frase.

Eu não era aluno de Donna. Ela era minha aluna. Ainda assim, naquele dia aprendi uma lição duradoura com ela. Agora, anos depois, sempre que ouço a frase "não consigo", vejo imagens daquele funeral da quarta série. Como os alunos, eu também me lembro de que "não consigo" está morto.

Pense nisso...

Se por acaso, na sua vida, você está sendo impedido de avançar por causa do sentimento do não consigo, faça como aquelas crianças da quarta série, enterre esse sentimento agora. Sem hesitação... Não consigo vencer... Não consigo amar... Não consigo perdoar... Não consigo crescer no trabalho... Não consigo tirar notas boas... Não consigo me libertar de um vício... Não salvar meu casamento... Não consigo ter fé... Não consigo... Não consigo...

Quantos não consigo você solta diariamente... Por quanto tempo você vai ficar amarrado, preso a um sentimento enganador? Desta forma você mesmo vai condenando a sua existência ao fracasso, ao anonimato... E sem perceber, você vai enterrando os seus sonhos, a sua vida... Liberte-se disso!

Em, Marcos 5:36, Jesus nos diz: "Não temas, crê somente."
Não acredite na mentira da incapacidade ou da impossibilidade!
Enterre o não consigo!

Paulo em Filipenses 4:13, nos diz – "Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece."
Nós estamos acostumados a agir pela impulsividade, pela explosão dos sentimentos... E muitas vezes nos enganamos... Olhamos para as situações... E as avaliamos com nossos olhos humanos... Damos tanto valor aos empecilhos que nos esquecemos que temos um Deus que tudo pode e que trabalha por nós...

Em Isaías 64:4, a Palavra do Senhor nos diz: "Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti que trabalha para aquele que nele espera."

O nosso Deus trabalha para aquele que Nele espera... Basta que creiamos...
Preste atenção numa coisa... Quando nos sentimos fracos, se temos fé, aí é que somos fortes, porque Deus é a nossa força...

Em 2 Coríntios 12:10, Paulo diz "Porque quando estou fraco então sou forte"
Quando cremos, Deus nos fortalece... nos capacita... Mas para que isso aconteça, temos que fazer a nossa parte... Temos que renunciar, enterrar o não consigo...

Pare agora, nesse momento, e pense no que você acha que não consegue... E pense agora o contrário...
Posso mudar o meu casamento naquele que me fortalece...
Posso vencer o vício, naquele que me fortalece...
Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece...

Pense nisso...

A vitória depende de nossa postura. Ou acreditamos nela e lutamos com todas as forças ou nos enterramos e assistimos a vida passar...

Faça a escolha certa... enterre o " não consigo" de sua vida e seja feliz!

Recomece



E, quando você errar o caminho,
recomece tudo de novo.
Pois assim você será cada vez
mais apaixonado pela vida.

E descobrirá que...
Ser feliz não é ter uma vida perfeita,
mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância.
Usar as perdas para refinar a paciência.
Usar as falhas para esculpir a serenidade.
Usar a dor para lapidar o prazer.
Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.

Jamais desista de si mesmo.
Jamais desista das pessoas que você ama.
Jamais desista de ser feliz, pois a vida é
um espetáculo imperdível.

E você é um ser humano especial!
Autor desconhecido

Açúcar



Um certo dia, um padre foi em uma escola falar de Deus. Chegando lá perguntou se as crianças conheciam a Deus, e elas responderam que sim. Continuou a perguntar e elas disseram Deus é o nosso Pai, que Ele fez a terra, o mar e tudo que está nela, nos fez como filhos Dele.

E o padre se impressionou com as respostas dos alunos e foi mais longe:

- Como vocês sabem que Deus existe, se nunca O viram?
A sala ficou toda em silêncio, mas Pedro, um menino muito tímido, levantou sua mãozinha e disse:

- Padre, a minha mãe me disse que Deus é como o açúcar no meu leite que ela faz todas as manhãs, eu não vejo o açúcar que está dentro da caneca no meio do leite, mas se ela tira, fica sem sabor. Deus existe, e está sempre no meio de nós, só que não O vemos, mas se Ele sair de perto, nossa vida fica... sem sabor.

O padre sorriu, e disse:

- Muito bem Pedro, eu agora sei que Deus é o nosso açúcar e que está todos os dias adoçando a nossa vida - deu a benção e foi embora da escola admirado com a resposta daquela criança.

Jesus quer tornar a nossa vida muito abençoada, para que isso aconteça é necessário deixarmos que Deus faça Milagres e uma grande transformação em nosso coração.

Não esqueça de colocar "Açúcar" em sua vida...

Vale dos sentimentos

sabedoria, respeito, compreensão


Era uma vez um lugar chamado "Vale dos Sentimentos".Lá moravam todos os sentimentos do mundo, cada qual com o seu nome.
Alegria, Riqueza, Sabedoria, Determinação.....Apesar de serem tão diferentes, se davam muito bem.

Até os sentimentos como Orgulho, Tristeza e Vaidade não tinham problemas entre si. Mas era lá no fundo do vale, na última da casinhas que morava o mais bonito dos sentimentos: era o Amor! Ele era tão bom que quando os outros sentimentos chegavam perto dele, ficavam mudados porque eles sabiam que, dentre eles, o Amor era o melhor!

Porém, no mesmo vale, num lugar mais afastado havia um castelo! E lá também morava um sentimento, só que não tinha nadinha de bom...Era a Raiva !

E a Raiva, de tão ruim que era, não gostava dos moradores do vale! Por isso, quando acordava de mau humor, fazia de tudo para estragar a beleza do lugar. Certo dia, teve uma boa idéia. Foi até o calabouço e preparou a poção mais esquisita e estraga-prazeres de que se teve notícias! A fumaça da poção tomou conta do lugar, do vale e se transformou numa tempestade como nunca se tinha visto antes.

Quando o vale se encheu de raios, chuva e vento, todos correram para se proteger. O Egoísmo foi o primeiro a se esconder, deixando todos para trás. A Alegria deu risada de alívio por ter se salvado rapidinho.A Riqueza recolheu tudo que era seu antes de se abrigar! A Tristeza... A Sabedoria.... A Vaidade.... todos conseguiram chegar em suas casas a tempo!

Todos, menos o Amor. Ele estava tão preocupado em ajudar os outros sentimentos que acabou ficando para trás.
Então uma coisa aconteceu! Um raio bem forte caiu sobre o vale atingindo o Amor. A Raiva deu sua tarefa por cumprida e foi dormir. Quando a tempestade passou, os sentimentos puderam abrir as janelas aliviados. Mas ao saírem eles sentiram uma coisa diferente no ar. Algo que nunca tinham sentido antes. Foi então que eles viram....
"O que aconteceu com o Amor ? ""Ele não se mexe!!!" "Está tão parado que até parece que.... MORREU!"

Nisso a Tristeza se pôs a chorar! O Orgulho não aceitava. Disse que era mentira! A Riqueza disse que era um desperdício!
E a Alegria, pela primeira vez, não sorriu!

Foi aí que uma coisa estranha começou a acontecer. Os sentimentos começaram a ter desavenças, porque sem o Amor para uni-los, as diferenças apareceram! A situação já estava bem ruim quando eles repararam que estavam sendo observados. Alguém que eles nunca tinham visto ali antes. Então, o estranho se ajoelhou na frente do Amor, tocou-o calmamente e ele abriu os olhos! "Ele não morreu! O Amor não morreu!" - gritaram os outros sentimentos! Foi aí que todos puderam ver o rosto do estranho que se chamava Tempo. E todos comemoraram porque o Amor estava vivo e sempre vai estar porque não há nada que acabe com o Amor, tendo o Tempo ao seu lado para ajudá-lo. E a paz e a harmonia ainda reinam por muito, muito tempo no vale dos sentimentos. E sabe o que aconteceu com o Amor e com o Tempo??? Eles se casaram e tiveram três filhos :

Experiência, Perdão e Compreensão, que moram até hoje no vale dos sentimentos, lá no fundinho do coração!

"Quando procuramos o bem nas outras pessoas, descobrimos o que há de melhor em nós mesmos"



(1 CORÍNTIOS Cap: 13)

1CO 13:1 - AINDA que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.

1CO 13:2 - E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.

1CO 13:3 - E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.

1CO 13:4 - O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.

1CO 13:5 - Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;

1CO 13:6 - Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;

1CO 13:7 - Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

1CO 13:8 - O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;

1CO 13:9 - Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;

1CO 13:10 - Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.

1CO 13:11 - Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.

1CO 13:12 - Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.

1CO 13:13 - Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.

Leia Também: Felicidade
                      Sabedoria

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Prossiga



Por mais que lhe falem da tristeza...
prossiga Sorrindo.

Por mais que lhe demonstrem rancor...
prossiga Perdoando.


Por mais que lhe tragam decepções...
prossiga Confiando.


Por mais que o ameacem de fracasso...
prossiga apostando na Vitória.


Por mais que lhe apontem erros...
prossiga com os seus Acertos.


Por mais que discursem sobre a ingratidão...
prossiga Ajudando.


Por mais que noticiem a miséria...
prossiga crendo na Prosperidade.


Por mais que lhe mostrem destruições...
prossiga na Construção.


Por mais que lhe acenem doenças...
prossiga vibrando Saúde.


Por mais que exibam ignorância...
prossiga exercitando sua Inteligência.


Por mais que o assustem com a velhice...
prossiga sentindo-se Jovem.


Por mais que plantem o mal...
prossiga semeando o Bem.


Pois no final de tudo....
É entre você e Deus!!

VAI DESISTIR?



O General Douglas Mac Arthur foi recusado na Academia Militar de West Point, não uma vez, mas duas. Quando tentou pela terceira vez, foi aceito e marchou para os livros de história.

* O superstar do basquete, Michael Jordan, foi cortado do time de basquete da escola.

* Winston Churchill repetiu a sexta série. Veio a ser primeiro ministro da Inglaterra somente aos 62 anos de idade, depois de uma vida de perdas e recomeços. Sua maior contribuição aconteceu quando já era um “cidadão idoso”.

* Albert Einstein não sabia falar até os 4 anos de idade e só aprendeu a ler aos 7.
Sua professora o qualificou como “mentalmente lerdo, não-sociável e sempre perdido em devaneios tolos”. Foi expulso da escola e não foi admitido na Escola Politécnica de Zurique.

* Em 1944, Emmeline Snively, diretora da agência de modelos Blue Book Modeling, disse à candidata Norman Jean Baker (Marilyn Monroe): “É melhor você fazer um curso de secretariado, ou arrumar um marido. “

* Ao recusar um grupo de rock inglês chamado The Beatles, um executivo da Decca Recording Company disse: “Não gostamos do som. Esses grupos de guitarra já eram.”

* Quando Alexander Graham Bell inventou o telefone, em 1876, não tocou o coração de financiadores com o aparelho. O Presidente Rutheford Hayes disse: “É uma invenção extraordinária, mas quem vai querer usar isso?”

* Thomas Edison fez duas mil experiências para conseguir inventar a lâmpada. Um jovem repórter perguntou o que ele achava de tantos fracassos. Edison respondeu: “Não fracassei nenhuma vez. Inventei a lâmpada. Acontece que foi um processo de 2.000 passos.”

* Aos 46 anos, após anos de perda progressiva da audição, o compositor alemão Ludwig van Beethoven ficou completamente surdo. No entanto, compôs boa parte de sua obra, incluindo três sinfonias, em seus últimos anos.

Por isso não devemos achar nunca que NOSSO TEMPO acabou. Enquanto estivermos aqui, há algo para aprendermos e, muito possivelmente, alguém para aprender conosco também.


Leia Também: Persistência


"Quando nada parece dar certo, vou ver o cortador de pedras martelando sua rocha talvez 100 vezes, sem que uma única rachadura apareça. Mas na centésima primeira martelada a pedra se abre em duas, e eu sei que não foi aquela que conseguiu isso, mas todas as que vieram antes." (Jacob Riis)


Muitos dos fracassos desta vida estão concentrados nas pessoas que desistiram por não saberem que estavam muito pertos da linha de chegada. Thomas Edison

Não desista. Vá em frente. Sempre há uma chance de você tropeçar em algo maravilhoso. Nunca ouvi falar em ninguém que tivesse tropeçado em algo enquanto estava sentado. (Charles F. Kettering)

Faça acontecer



João era um importante empresário.
Morava em um apartamento de cobertura, na zona nobre da cidade.
Naquele dia, João deu um longo beijo em sua amada e fez em silêncio a sua oração matinal de agradecimento a Deus pela sua vida, seu trabalho e suas realizações.

Após tomar café com a esposa e os filhos, João levou-os ao colégio e se dirigiu a uma de suas empresas.
Chegando lá, cumprimentou com um sorriso os funcionários, inclusive Dona Tereza, a faxineira.

Tinha ele inúmeros contratos para assinar, decisões a tomar, reuniões com vários departamentos da empresa, contatos com fornecedores e clientes, mas a primeira
coisa que disse para sua secretária foi:

"Calma, faça uma coisa de cada vez, sem stress".
Ao chegar a hora do almoço, ele foi para casa curtir a família.

A tarde tomou conhecimento que o faturamento do mês superou os objetivos e mandou anunciar que todos os funcionários teriam gratificações salariais no mês seguinte.

Apesar da sua calma, ou talvez, por causa dela, conseguiu resolver tudo que estava agendado para aquele dia.Como já era sexta-feira, João foi ao supermercado,voltou para casa, saiu com a família para jantar e depois foi dar uma palestra para estudantes, sobre motivação para vencer na vida.

Enquanto isso, em bairro mais pobre de outra capital, vive Mário.
Como fazia em todas as sextas-feiras, Mário foi para o bar jogar sinuca e beber com amigos. Já chegou lá nervoso, pois estava desempregado.
Um amigo seu tinha lhe oferecido uma vaga em sua oficina como auxiliar de mecânico, mas ele recusou, alegando não gostar do tipo de trabalho.

Mário não tinha filhos e estava também sem uma companheira, pois sua terceira mulher partiu dias antes, dizendo que estava cansada de ser espancada e de viver com um inútil. Ele estava morando de favor, num quarto imundo no porão de uma casa.
Naquele dia, Mário bebeu mais algumas, jogou, bebeu, jogou e bebeu até o dono do bar pedir para ele ir embora. Ele pediu para pendurar a sua conta, mas seu crédito havia acabado, então armou uma tremenda confusão... E o dono do bar o colocou para fora.

Sentado na calçada, Mário chorava pensando no que havia se tornado sua vida, quando seu único amigo, o mecânico, apareceu após levá-lo para casa e curando um pouco o porre, ele Perguntou a Mário:

- "Diga-me, por favor, o que fez com que você chegasse até o fundo do poço desta maneira?”

Mário então desabafou:

- A minha família... Meu pai foi um péssimo exemplo, Ele bebia, batia em minha mãe, não parava em emprego nenhum. Tínhamos uma vida miserável. Quando minha mãe morreu doente, por falta de condições, eu saí de casa, revoltado com a vida e com o mundo. Tinha um irmão gêmeo, chamado João, que também saiu de casa no mesmo dia, mas foi para um rumo diferente, nunca mais o vi. “Deve estar vivendo desta mesma forma”.

Enquanto isso, na outra capital, João terminava sua palestra para estudantes. Já estava se despedindo quando um aluno ergueu o braço e lhe fez a seguinte pergunta:

- "Diga-me, por favor, o que fez com que o senhor chegasse até onde está hoje, um grande empresário e um grande ser humano?"

João emocionado, respondeu:

- "A minha família. Meu pai foi um péssimo exemplo. Ele bebia, batia em minha mãe, não parava em emprego nenhum. Tínhamos uma vida miserável. Quando minha mãe morreu, por falta de condições, eu saí de casa, decidido que não seria aquela vida que queria para mim e minha futura família.
Tinha um irmão gêmeo, chamado Mário, que também saiu de casa no mesmo dia, mas foi para um rumo diferente, nunca mais o vi. Deve estar vivendo desta mesma forma".

Moral da história:

O que aconteceu com você até agora, não é o que vai definir o seu futuro, e sim a maneira como você vai reagir a tudo que aconteceu. Sua vida pode ser diferente, não se lamente pelo passado, construa você mesmo o seu futuro.
Encare tudo como uma lição de vida, aprenda com seus erros e até mesmo com o erro dos outros.

O que aconteceu é o menos importante. O que realmente importa é o que você vai fazer com o que ainda vai acontecer. As coisas nem sempre acontecem como esperamos ou queremos, mas é bem certo que nós fazemos planos, mas a resposta certa vem de Deus que sabe todas as coisas além do que, o Senhor tem prazer em realizar os desejos do nosso coração, porém nossas escolhas também nos geram conseqüências sejam elas boas ou ruins.

 “Somos nós que fazemos acontecer."

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Você não está vendo, mas Deus está trabalhando - Atrás da tela



Durante o período em que eu estava aprendendo a usar o computador comecei a ficar preocupado com o barulho que vinha dele. Parecia que ele estava trabalhando embora nada estivesse mudando na tela. Liguei imediatamente para o representante, preocupado e ele me respondeu:

Não se preocupe, provavelmente o computador está trabalhando em uma das funções por trás da tela e você não pode ver.

Comecei então a pensar na frase "por trás da tela" e comecei a perceber como eu era orientado visualmente. Preocupado por não ver o que estava acontecendo. Aí então me lembrei do meu relacionamento com Deus e quão dependente eu sou de ver os resultados da sua atuação. Quando não vejo os resultados esperados, quando "nada" acontece, eu assumo que Deus não está fazendo nada. Mas ele muitas vezes trabalha por trás da "tela da vida". Se eu em determinados momentos não vejo a mão de Deus atuando, me protegendo, guiando, eu posso estar seguro de que Ele está trabalhando a meu favor por trás da cena do cotidiano.

Existe uma situação na sua vida hoje que você não está vendo a ação de Deus? Talvez as circunstâncias da sua vida estejam resistindo qualquer tentativa de mudança que você já fez. Apesar de você ter a impressão de que nada está acontecendo, não desanime e busque a Deus, pois Ele não está parado mas está "trabalhando por trás da tela da vida a seu favor".

"Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele e ele tudo fará." Salmos – 37:4
Fonte: Portal Webservos

Leia Também: Como ter fé se não vejo Deus agindo? - Bambu chinês

A mão de Deus

Uma Frase




Quando estava no ventre de sua mãe, Eu já te contemplava
E sonhava com a tua vida.
Os anos se passaram, passaram,
E Eu esperava de ti apenas uma frase, uma simples frase.
Até que chegou o dia em que você entregou sua vida
Para que eu fosse seu Senhor e Salvador
Mas, ainda não escutei de ti o que tanto desejava escutar
E enfim chegou o momento em que disseste
Do profundo da tua alma o que Eu, o Teu Deus, almejava escutar de ti:

Senhor, eis-me aqui!
Te desprendeste de tudo e todos
E colocaste teu futuro inteiramente em minhas mãos
Abriste mão de teus sonhos,quereres,prazeres e vontades
Para abraçar e aceitar o plano que eu tinha para você.
Depois disto,sua vida deu uma reviravolta
E comecei Eu,o Teu Deus a executar o que tinha traçado para você.

Muitos olharam,questionaram,duvidaram,mas você sempre me dizias:
Senhor, eis-me aqui!
E Eu muito me agradava de ti
Houve momentos em que provei tua fé,
Onde muitas barreiras chegaram,tentando te derrubar,
Mas você sempre dizia: Senhor, eis-me aqui!
E hoje, não para ouvir-te dizer: Eis-me aqui Senhor,
Pois sei que és um obreiro aprovado,
És segundo o meu coração.
Mas vim aqui, apenas com o propósito de dizer-te:
Eis-me aqui meu filho,para sarar tuas feridas e consolar o teu coração

Eis-me aqui,para reavivar e reanimar a tua alma.
E te dar forças para o longo e brilhante caminho
Que estou Eu, Deus, a trilhar contigo
Eis-me aqui,para ser teu pai, tua mãe,
Tua família,teu amigo mais sincero e amoroso.
Eis-me aqui,Eu, o Deus que te escolhi
Desde o ventre de sua mãe
Para te conceder o que teu coração tanto tem almejado,
Segundo a minha vontade
E finalmente,eis-me aqui,
Para te fazer apenas uma simples pergunta:
O que queres que Eu te faça?

Patrícia Bione

Parábola de uma rosa



Um homem plantou uma rosa e passou a regá-la constantemente.

Antes que ela desabrochasse, ele a examinou e viu o botão que em breve desabrocharia, mas notou espinhos sobre o talo e pensou.

"Como pode uma flor tão bela vir de uma planta rodeada de espinhos tão afiados"

Entristecido por este pensamento, ele se recusou a regar a rosa e antes mesmo de estar pronta para desabrochar ela morreu.

Assim é com muitas pessoas.

Dentro de cada alma há uma rosa:

São as qualidades dadas por Deus.

Dentro de cada alma temos também os espinhos: São as nossas falhas.

Muitos de nós olhamos para nós mesmos e vemos apenas os espinhos, os defeitos.

Nós nos desesperamos, achando que nada de bom pode vir de nosso interior.

Nós nos recusamos a regar o bem dentro de nós, e consequentemente, isso morre.

Nunca percebemos o nosso potencial.

Algumas pessoas não vêem a rosa dentro delas mesmas.

Portanto alguém mais deve mostrar a elas.

Um dos maiores dons que uma pessoa pode possuir ou compartilhar é ser capaz de passar pelos espinhos e encontrar a rosa dentro de outras pessoas.

Esta é a característica do amor.

Olhar uma pessoa e conhecer suas verdadeiras qualidades.

Aceitar aquela pessoa em sua vida, enquanto reconhece a beleza em sua alma e ajudá-la a perceber que ela pode superar suas aparentes imperfeições.

Se nós mostrarmos a essas pessoas a rosa, elas superarão seus próprios espinhos.

Só assim elas poderão desabrochar muitas e muitas vezes.

Portanto Sorria !!! e descubram as rosas que existe dentro de cada um de vocês e das pessoas que amam...
Em nossa vida, muitas vezes, temos de nos resguardar por algum tempo e começar um processo de renovação. Para que continue a busca de vitória...

Se desprendendo de lembranças, costume e outras tradições que lhes causaram dor...

Porque somente livre do passado, poderemos aproveitar o resultado valioso...

Que uma mudança e transformação de vida nos traz!!!

Em cristo, com amor.

Lena (com adaptações)

Fonte: Portal Webservos

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Você é honesto?


sinceridade, recompensa, vencedor, honesto



Conta-se que por volta do ano 250 A.C., na China antiga, um príncipe da região norte do país estava às vésperas de ser coroado imperador, mas, de acordo com a lei, ele deveria se casar. Sabendo disso, ele resolveu fazer uma "disputa" entre as moças da corte ou quem quer que se achasse digna de sua proposta. No dia seguinte, o príncipe anunciou que receberia, numa celebração especial, todas as pretendentes e lançaria um desafio. Uma velha senhora, serva do palácio há muitos anos, ouvindo os comentários sobre os preparativos, sentiu uma leve tristeza, pois sabia que sua jovem filha nutria um sentimento de profundo amor pelo príncipe. Ao chegar em casa e relatar o fato a jovem, espantou-se ao saber que ela pretendia ir a celebração, e indagou incrédula: Minha filha, o que você fará lá ? Estarão presentes todas as mais belas e ricas moças da corte. Tire esta ideia insensata da cabeça, eu sei que você deve estar sofrendo, mas não torne o sofrimento uma loucura. E a filha respondeu:

- Não, querida mãe, não estou sofrendo e muito menos louca,eu sei que jamais poderei ser a escolhida,mas é minha oportunidade de ficar pelo menos alguns momentos perto do príncipe, isto já me torna feliz.

À noite, a jovem chegou ao palácio.Lá estavam, de fato, todas as mais belas moças, com as mais belas roupas, com as mais belas jóias e com as mais determinadas intenções. Então, finalmente, o príncipe anunciou o desafio: Darei a cada uma de vocês, uma semente. Aquela que, dentro de seis meses, me trouxer a mais bela flor, será escolhida minha esposa e futura imperatriz da China. A proposta do príncipe não fugiu às profundas tradições daquele povo, que valorizava muito a especialidade de "cultivar" algo. O tempo passou e a doce jovem, como não tinha muita habilidade nas artes da jardinagem, cuidava com muita paciência e ternura a sua semente, pois sabia que se a beleza da flor surgisse na mesma extensão de seu amor, ela não precisava se preocupar com o resultado.Passaram-se três meses e nada surgiu.A jovem tudo tentara, usara de todos os métodos que conhecia,mas nada havia nascido.

Por fim, os seis meses haviam passado e nada havia brotado.Consciente do seu esforço e dedicação a moça comunicou a sua mãe que, independente das circunstâncias, retornaria ao palácio, na data e hora combinadas, pois não pretendia nada além de mais alguns momentos na companhia do príncipe. Na hora marcada estava lá, com seu vaso vazio, bem como todas as outras pretendentes, cada uma com uma flor mais bela do que a outra, das mais variadas formas e cores. Ela estava admirada, nunca havia presenciado tão bela cena. Finalmente chega o momento esperado e o príncipe observa cada uma das pretendentes com muito cuidado e atenção. Após passar por todas, uma a uma, ele anuncia o resultado e indica a bela jovem como sua futura esposa. As pessoas presentes tiveram as mais inesperadas reações. Ninguém compreendeu porque ele havia escolhido justamente aquela que nada havia cultivado. Então, calmamente o príncipe esclareceu: Esta foi a única que cultivou a flor que a tornou digna de se tornar uma imperatriz. A flor da honestidade. Pois todas as sementes que entreguei eram estéreis.

Se para vencer, estiver em jogo a sua honestidade, perca. E você será sempre vencedor.

Leia Também: Provação - 25 centavos

Maravilhosa Obra de Deus - A toalha de mesa




Um novo pastor, recentemente formado, e sua esposa, que foram encarregados de reabrir uma igreja no bairro de Brooklyn, NY, chegaram no início de outubro, entusiasmados com a oportunidade. Quando viram a igreja, observaram que havia muitos estragos e um grande trabalho a ser feito.

Sem se deixar abater, estabeleceram como meta deixar tudo pronto para o primeiro serviço: o culto de Natal.

Trabalharam sem descanso, consertando o telhado... refazendo o piso...pintando... E, muito antes do Natal, em 18 de dezembro, tudo estava pronto!

Mas... No dia seguinte, 19 de dezembro, desabou uma terrível tempestade que durou por dois dias.

No dia 21, o pastor foi até a igreja. Seu coração doeu... viu que o telhado tinha quebrado e que uma grande área do revestimento de gesso decorado, da parede do santuário, logo atrás do púlpito, havia caído.

O pastor, enquanto limpava o chão, pensava em como resolver a situação.

No caminho de casa, pensando em adiar o culto de Natal, observava as vitrines, enfeitadas para a época, quando notou um bazar beneficente e parou por instantes.

Uma linda toalha de mesa, de crochê, na cor marfim, com um crucifixo delicadamente bordado no centro chamou-lhe a atenção. Era do tamanho exato para cobrir o estrago atrás do púlpito. Comprou-a e voltou para a igreja.

Começou a nevar. Apressou seus passos e quando chegava à porta da igreja uma velha senhora vinha correndo em direção contrária tentando pegar o ônibus, o que não conseguiu.

O pastor convidou-a a entrar para esperar pelo próximo, abrigando-se do frio, que viria 45 minutos depois.

Ela sentou-se num banco e nem prestava atenção no pastor, que já providenciava a instalação da toalha de mesa na parede. Ao terminar, afastou-se, e pôde admirar o quanto a toalha era linda e servia perfeitamente para esconder o estrago.

Então, o pastor notou a velha encaminhando-se para ele. Seu rosto estava lívido e perguntou:

- Pastor, onde o senhor encontrou essa toalha de mesa?

O pastor contou a história. A mulher pediu-lhe que examinasse o canto direito inferior para encontrar as iniciais EBG, bordadas.

O pastor fez o que a mulher pediu e, intrigado, confirmou.

A mulher disse:

- Essas são as minhas iniciais.

Ela havia feito essa toalha de mesa há 35 anos, na Áustria. Contou que, antes da guerra, ela e seu marido estavam "bem-de-vida". Quando os nazistas invadiram seu país combinaram fugir; ela iria antes e seu marido a seguiria uma semana depois. Ela foi capturada, trancada numa prisão e nunca mais viu seu marido e sua casa.

O pastor ofereceu a toalha, mas ela recusou, dizendo que estava num lugar muito apropriado. Insistindo, ofereceu-se para levá-la até sua casa; era o mínimo que poderia fazer. Ela morava em Staten Island e tinha passado o dia no Brooklin para um serviço de faxina.

No dia de Natal a igreja estava quase cheia. Foi um lindo trabalho.

Ao final, o pastor e sua esposa cumprimentaram os fiéis um a um à porta e muitos diziam que retornariam.

Um velho homem, que o pastor reconheceu pela vizinhança, permaneceu sentado, atônito.

O pastor aproximou-se e, antes que dissesse palavra, o velho perguntou:

- Onde o senhor conseguiu a toalha de mesa da parede? Ela é idêntica a uma que minha mulher fez, muitos anos atrás, quando vivíamos na Áustria, antes da guerra. Como poderiam existir duas toalhas tão parecidas?

Imediatamente, o pastor entendeu o que tinha acontecido e disse:

- Venha... Eu vou levá-lo a um lugar que o senhor vai gostar muito.

No caminho o velho contou a mesma história da mulher. Ele, antes de poder fugir, também havia sido preso e nunca mais pôde ver sua mulher e sua casa, por 35 anos.

Ao chegar à mesma casa onde deixara a mulher, três dias antes, ajudou o velho a subir os três lances de escadas e bateu na porta.

Creio que não há necessidade de se contar o resto da história. Quem disse que Deus não trabalha de maneira misteriosa?

Nada acontece por acaso!

Nas minhas orações de hoje estou pedindo a Deus que abençoe você... Que o guie... Que o proteja. O amor de Deus está sempre com você, Suas promessas são verdadeiras. Quando seu caminho parece difícil, lembre-se de entregar-se em Seus braços e Ele fará o resto.

Quando encontrar alguém sem um sorriso, Dê-lhe o seu! Não lhe custa nada... Mas pode valer muito para este alguém!

A vida pode não ser a festa que gostaríamos que fosse, mas, enquanto estivermos por aqui, devemos ser e fazer os outros felizes!

Uma história real (Autor desconhecido)

Leia Também: Bordado De Deus

A carroça vazia



Fui passar umas férias no sitio da minha avó... Tudo era bem diferente dos dias atuais.
Energia elétrica era somente no povoado vizinho. Automóveis... estes sim eram apenas privilégios de alguns. Só íamos uma vez ao mês no povoado, para comprar mantimentos, e andávamos umas duas horas a pé.

Minha avó; mulher simples, justa, honesta, corajosa, tudo fez para transmitir o verdadeiro significado de uma vida com amor e dignidade.

Lembro-me uma noite, já bem tarde, ouvimos um chocalho.

- Ela falou: é alguma cabra ou ovelha que está em perigo, perto dos fornos de carvão!

Imediatamente pegou um candeeiro, colocou na cabeça, uma peixeira bem grande na mão e saiu.

Eu e minhas primas, ficamos tremendo de medo, até a volta dela.

Certa vez, quando voltávamos do povoado, sentou, e perguntou:

- Estais ouvindo algum barulho? Fora o vento e os passarinhos que estão cantando?

Parei para tentar identificar o barulho que ouvia...
- Acho que é barulho de carroça.

- É verdade, falou minha avó. É uma carroça vazia...
Fiquei a questionar... Como ela sabia que a carroça estava vazia, se ela ainda não havia aparecido...

- Ela respondeu. É muito fácil reconhecer quando uma carroça está vazia, por causa do barulho! Quanto mais vazia... Maior é o barulho que faz.

Na minha convivência com minha avó, ficaram muitas coisas boas.

Ela falava com muito orgulho, que a única neta que tinha puxado a ela, era eu... Por eu ter gênio forte e sermos do mesmo mês de nascimento.

Muito tempo já passou, demorei muito para aprender... Mas, hoje quando escuto uma pessoa falando demais, interrompendo a conversa dos outros e querendo chamar a atenção para si, imagino se minha avó estivesse aqui, diria...

- "Quanto mais vazia a carroça, maior é o barulho".

Para refletirmos:

" O que guarda sua boca e a sua língua, guarda das angústia a sua alma"(Pv.21:23).

" Põe, Ó Senhor, uma guarda a minha boca: guarda a porta dos meus lábios"(Sl 141:3).

" Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas, só a que for boa para promover edificação, para que dê graça aos que ouvem.(Ef.4:29).

" Mas, eu vos digo que toda palavra ociosa que o homem disser hão de dar conta no dia de juízo."(Mt.12:36).

"Porque por tuas palavras serás justificado, e por tuas palavras serás condenado(Mt.12:37).

" Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, Senhor, Rocha minha e Libertador meu!

(Sl.19:14).

Em Cristo , por amor.

Lena

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

A lição de um burro



Um dia, o burro de um camponês caiu num poço. Não chegou a se ferir, mas não podia sair dali por conta própria. Por isso o animal chorou fortemente durante horas, enquanto o camponês pensava no que fazer.
Finalmente, o camponês tomou uma decisão cruel: concluiu que já que o burro estava muito velho e que o poço estava mesmo seco, precisaria ser tapado de alguma forma. Portanto, não valia a pena se esforçar para tirar o burro de dentro do poço.

Chamou seus vizinhos para ajudá-lo a enterrar o burro vivo. Cada um deles pegou uma pá e começaram a jogar terra dentro do poço.
O burro não tardou a se dar conta do que estavam fazendo com ele e chorou desesperadamente. Porém, para surpresa de todos, o burro aquietou-se depois de umas quantas pás de terra que levou. O camponês finalmente olhou para o fundo do poço e se surpreendeu com o que viu.

A cada pá de terra que caía sobre suas costas, o burro a sacudia, dando um passo sobre esta mesma terra que caía ao chão. Assim, em pouco tempo, todos viram como o burro conseguiu chegar até a boca do poço, passar por cima da borda e sair dali trotando.

A vida vai te jogar muita terra nas costas. Principalmente se você já estiver dentro de um poço. O segredo para sair do poço é sacudir a terra que se leva nas costas e dar um passo sobre ela. Cada um de nossos problemas é um degrau que nos conduz para cima. Podemos sair dos mais profundos buracos se não nos dermos por vencidos.

Use a terra que te jogam para seguir adiante!

Recorde-se das 6 regras para ser feliz:

1. Liberte o seu coração do ódio.
2. Liberte a sua mente das preocupações.
3. Aceite a Jesus como único salvador da sua vida.
4. Dê mais e espere menos.
5. Ame mais e...aceite a terra que lhe jogam. (você aprenderá com ela)
6.Tenha fé no Criador.

Ele é a solução e estará com você no mais profundo poço que a vida lhe colocar.

Salmos 46:1
"Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia."

Isaías 43:13
"Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; operando eu, quem impedirá?"

Como anda sua saúde?



Fui ao hospital do Senhor fazer um check-up de rotina e constatei que estava doente.
Quando Jesus mediu minha pressão, verificou que estava baixa de ternura.
Ao medir a temperatura, o termômetro registrou 40 graus de egoísmo.
Fiz um eletrocardiograma; foi diagnosticado que necessitava de uma ponte de amor, pois minha veia estava bloqueada e não estava abastecendo meu coração vazio.
Passei pela ortopedia, pois estava com dificuldade de andar lado a lado com meu irmão; não consegui abraçá-lo por ter fraturado o braço ao tropeçar na minha vaidade.
Constatou-se miopia, pois eu não conseguia enxergar além das aparências.
Queixei-me de não poder ouvi-Lo; Jesus diagnosticou bloqueio em decorrência das palavras vazias do dia-a-dia.
Obrigada Senhor! Por não ter cobrado a consulta, por sua grande misericórdia.
Prometo ao sair daqui, usar somente os remédios naturais que me indicou e que estão no receituário do seu evangelho.
Vou tomar diariamente, ao me levantar, chá de agradecimento.
Ao chegar ao trabalho, beber uma colher de sopa de Bom Dia! De hora em hora, um comprimido de paciência com um copo de humildade.
Ao chegar em casa, Senhor, vou tomar diariamente uma injeção de amor e, ao me deitar, duas cápsulas de consciência tranqüila.
Agindo assim, tenho certeza de que não ficarei mais doente e todos os dias serão de confraternização e solidariedade.
Prometo prolongar esse tratamento preventivo por toda a vida, obedecendo assim a sua Palavra. 


"Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem, ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender; e, se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar."
(Nelson Mandela)


"O degrau de uma escada não serve simplesmente para que alguém permaneça em cima dele, destina-se a sustentar o pé de um homem pelo tempo suficiente para que ele coloque o outro um pouco mais alto." (Thomas Huxley)

Bom mesmo é ir a luta com determinação, abraçar
a vida com paixão, perder
com classe e vencer com ousadia,
pois o triunfo pertence a quem se atreve...
A vida é muita para ser
insignificante.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Quando me amei de verdade...



Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo que acontece contribui para o meu crescimento. Chamo isso de...AMADURECIMENTO.
Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesma. Hoje sei que o nome disso é...RESPEITO.
Quando me amei de verdade, comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável...Pessoas, tarefas, tudo e qualquer  coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo. Hoje sei que se chama...AMOR-PRÓPRIO.
Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro. Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo. Hoje sei que isso é...SIMPLICIDADE.
Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.
Hoje descobri a... HUMILDADE.

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... PLENITUDE.

Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.
Tudo isso é... SABER VIVER!!!
(Charles Chaplin)

O relógio



Um pai passeava com os seus dois filhos, e querendo agradá-los, disse: “Quero lhes dar um presente de surpresa, por isso, sem que vocês pensem muito, me respondam imediatamente, o que vocês querem ganhar? Mas eu quero essa resposta bem rápida, AGORA!”

O filho mais novo, vendo alguns meninos brincando de bola, não teve dúvidas: “Papai, eu quero uma bola de couro, novinha”... O outro filho, o mais velho, vendo alguns rapazes da classe alta na porta de um shopping, e todos usando relógios de marca, disse: “Pai, eu quero um relógio que seja banhado a ouro”.

No dia seguinte, o filho caçula recebeu o que havia pedido, e vibrou muito com o presente, uma bola oficial idêntica às do campeonato brasileiro. O filho primogênito, cheio de expectativas, aguardou ansioso o momento de receber o seu... Mas seu pai não trazia nada nas mãos, e nem lhe disse quaisquer palavras...

Os dias passaram, e nenhum sinal do presente pedido... Quem sabe ele vai trazê-lo em seu aniversário, ou no natal, ou no dia das crianças... Mas NADA! Todas essas datas passaram e o tão esperado relógio não veio...

Alguns anos se passaram, e aquele garotão já se tornara um rapaz e nem se lembrava mais daquela promessa, no entanto, seu pai não se esqueceu, e em um fim da tarde, retornando do serviço, trouxe uma caixinha enrolada em papel festivo, entregou ao jovem e disse: “Meu filho, há muito tempo atrás você me pediu um relógio banhado a ouro, só que você ainda era muito novo e com certeza iria perdê-lo, ou estragá-lo, ou mesmo, ser roubado... Hoje, porém, você está apto a recebê-lo, e por isso estou lhe entregando algo melhor do que você me pediu, pois este é um relógio todo de ouro...”

Assim como esse pai, o Deus eterno age da mesma forma e sabe o instante exato em que podemos usar o nosso “relógio de ouro”. Deus sabe perfeitamente o momento de nos presentear com aquilo que pedimos, e Ele tem um cuidado todo especial de somente nos dar depois de se certificar que somos capacitados em manter as Suas bênçãos...

Mesmo que você não seja merecedor do que pede, o Pai Celeste te escuta, e Ele há de moldar o seu caráter, até que então, tendo um coração transformado, você seja surpreendido com algo bem melhor do que houvera solicitado.

“Por isso Eu afirmo a vocês: quando Orarem e pedirem alguma coisa, creiam que já a receberam, e assim, lhes sucederá” (Marcos 11: 24)

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Presente



Muitas pessoas irão entrar e sair da sua vida
mas somente verdadeiros amigos deixarão pegadas no seu
coração.

Para lidar consigo mesmo, use a cabeça,
para lidar como os outros, use o coração,
raiva é a única palavra de perigo.

Se alguém te traiu uma vez, a culpa é dele;
Se alguém te trai duas vezes, a culpa é sua.

Quem perde dinheiro, perde muito,
Quem perde um amigo, perde mais.
Quem perde a fé, perde tudo.

Jovens bonitos são acidentes da natureza:
Velhos bonitos são obras de arte.

Aprenda também com o erro dos outros,
você não vive tempo suficiente para cometer
todos os erros.

Amigos você e eu...
Você trouxe outro amigo...
Agora somos três...
Nós começamos um grupo...

Nosso círculo de amigos...
E como um círculo,
não tem começo nem fim...

Ontem é história:
Amanhã é mistério,
Hoje uma dádiva,

É por isso que é chamado presente...


O amor chega sem que você escolha quem ou o momento. Sem você perceber...mas você vai fugir ou ser feliz?   
Você merece o amor, não se prive por causa das inseguranças.
 
Faça esta escolha mesmo que pareça incerta...faça crescer,mesmo quando falhamos.....Lembre-se da criança aprendendo andar. Ela cai, mas ela não desiste nunca,só assim ela aprende.

Quem se apaixona




Qual é o segredo do amor?
Como fazer um relacionamento resistir ao tempo,
resistir a rotina, ao ego de cada um?
Se apaixonando não pela figura que se apresenta,
não pelo sonho que você idealizou,
mas pela pessoa que de alguma maneira te conquistou.

Quem se apaixona pelo cheiro da pessoa amada,
pelo riso solto ou pela franqueza,
pelo jeito tímido ou debochado de ser,
aprende a amar a essência e separa
o que é real do que é sonho...

Só ama de verdade quem "admira" os detalhes da pessoa amada,
e são os detalhes que fazem toda a diferença.

Muita gente procura amores de cinema,
onde tudo faça a diferença: a pele,
o sorriso, a altura, os cabelos,
a simpatia, a inteligência, o bolso, a profissão,
são tantas exigências, tantas requisições,
e o amor pede tão pouco:
no início admiração,
depois do conhecimento inicial: atenção,
depois de algum tempo juntos: dedicação,
e junto com o respeito, que deve existir sempre,
o amor para resistir ao tempo precisa de detalhes,
às vezes tão pequenos, que acabam gerando um elo,
uma aliança que torna o casal único,
isso se chama cumplicidade, e é o que faz a diferença.

Cúmplices são mais do que amigos, mais do que irmãos,
são almas afins que se reconhecem mesmo de longe,
onde o olhar fala mais do que mil palavras,
detalhes que fazem de um relacionamento,
o verdadeiro amor, o que dura além do tempo,
e transformam duas pessoas em "almas gêmeas".

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

O Lápis...




O menino olhava a avó escrevendo uma carta.
A certa altura, perguntou:
- Você está escrevendo uma história que aconteceu conosco? E por acaso, é uma história sobre mim?
A avó parou a carta, sorriu, e comentou com o neto:
- Estou escrevendo sobre você, é verdade. Entretanto, mais importante do que as palavras, é o lápis que estou usando.
Gostaria que você fosse como ele, quando crescesse.
O menino olhou para o lápis, intrigado, e não viu nada de especial.
- Mas ele é igual a todos os lápis que vi em minha vida!
- Tudo depende do modo como você olha as coisas.

Há cinco qualidades nele que, se você conseguir mantê-las, será sempre uma pessoa em paz com o mundo:

"Primeira qualidade: Você pode fazer grandes coisas, mas não deve esquecer nunca que existe uma Mão que guia seus passos.
Esta mão nós chamamos de Deus, e Ele deve sempre conduzi-lo em direção à Sua vontade".

"Segunda qualidade: De vez em quando eu preciso parar o que estou escrevendo, e usar o apontador. Isso faz com que o lápis sofra um pouco, mas no final, ele está mais afiado.
Portanto, saiba suportar algumas dores, porque elas o farão ser uma pessoa melhor."

"Terceira qualidade: O lápis sempre permite que usemos uma borracha para apagar aquilo que estava errado.
Entenda que corrigir uma coisa que fizemos não é, necessariamente algo mau, mas algo importante para nos manter no caminho da justiça".

"Quarta qualidade: O que realmente importa no lápis não é a madeira ou sua forma exterior, mas o grafite que está dentro.
Portanto, sempre cuide daquilo que acontece dentro de você."

"Finalmente, a quinta qualidade do lápis:
ele sempre deixa uma marca.
Da mesma maneira, saiba que tudo que você fizer na vida, irá deixar traços, e procure ser consciente de cada ação".

*************** PENSE NISSO **************

Almas Perfumadas




Tem gente que tem cheiro de passarinho quando canta.
De sol quando acorda.
De flor quando ri.
Ao lado delas, a gente se sente
no balanço de uma rede
que dança gostoso numa tarde grande,
sem relógio e sem agenda.
Ao lado delas, a gente se sente
comendo pipoca na praça.
Lambuzando o queixo de sorvete.
Melando os dedos com algodão doce
da cor mais doce que tem pra escolher.
O tempo é outro.
E a vida fica com a cara que ela tem de verdade,
mas que a gente desaprende de ver.
Tem gente que tem cheiro de colo de Deus.
De banho de mar quando a água
é quente e o céu é azul.
Ao lado delas, a gente sabe
que os anjos existem e
que alguns são invisíveis.
Ao lado delas, a gente
se sente chegando em casa
e trocando o salto pelo chinelo.
Sonhando a maior tolice do mundo com o
gozo de quem não liga pra isso.
Ao lado delas, pode ser abril, mas parece
manhã de Natal do tempo em que
a gente acordava e encontrava o presente do Papai Noel.
Tem gente que tem cheiro das estrelas
que Deus acendeu no céu e daquelas
que conseguimos acender na Terra.
Ao lado delas, a gente não acha que
o amor é possível, a gente tem certeza.
Ao lado delas, a gente se sente
visitando um lugar feito de alegria.
Recebendo um buquê de carinhos.
Abraçando um filhote de urso panda.
Tocando com os olhos os olhos da paz.
Ao lado delas, saboreamos a delícia
do toque suave que sua presença sopra
no nosso coração.
Tem gente que tem cheiro de cafuné sem pressa.
Do brinquedo que a gente não largava.
Do acalanto que o silêncio canta.
De passeio no jardim.
Ao lado delas, a gente percebe que
a sensualidade é um perfume
que vem de dentro e
que a atração que realmente nos move
não passa só pelo corpo.
Corre em outras veias.
Pulsa em outro lugar.
Ao lado delas, a gente lembra que no
instante em que rimos Deus está conosco,
juntinho ao nosso lado.
E a gente ri grande que nem menino arteiro.
Tem gente como você que nem percebe como tem a alma Perfumada!
E que esse perfume é dom de Deus.
(Carlos Drummond de Andrade)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...