quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

O Bambu e a Samambaia



Certo dia, decidi dar-me por vencido. Renunciei ao meu trabalho, às minhas relações e à minha fé. Resolvi desistir até da minha vida.

Dirigi-me ao bosque para ter uma última conversa com Deus.
“Deus”, eu disse: “O Senhor poderia me dar uma boa razão para eu não entregar os pontos?”

Sua resposta me surpreendeu: “Olhe em redor. Você está vendo a samambaia e o bambu?”

“Sim, estou vendo”, respondi.

“Pois bem, quando Eu semeei as samambaias e o bambu, cuidei deles muito bem. Não lhes deixei faltar luz e água. A samambaia cresceu rapidamente. Seu verde brilhante cobria o solo. Porém, da semente do bambu nada saía.

Apesar disso, eu não desisti do bambu. No segundo ano, a samambaia cresceu ainda mais brilhante e viçosa. E, novamente, da semente do bambu, nada apareceu.

Mas, eu não desisti do bambu. No terceiro ano, no quarto, a mesma coisa. Mas, no quinto ano, um pequeno broto saiu da terra. Aparentemente, em comparação com a samambaia, era muito pequeno, até insignificante.

Seis meses depois, o bambu cresceu mais de 50 metros de altura.
Ele ficara cinco anos afundando raízes. Aquelas raízes o tornaram forte e lhe deram o necessário para sobreviver.

A nenhuma de minhas criaturas eu faria um desafio que elas não pudessem superar.”

E, olhando bem no meu íntimo, disse: “Você sabia que durante todo esse tempo em que você vem lutando, na verdade, estava criando raízes?

Eu jamais desistiria do bambu. Nunca desistiria de ti. Não se compare com outros. O bambu foi criado com uma finalidade diferente da samambaia, mas ambos eram necessários para fazer do bosque um lugar bonito.

Seu tempo vai chegar”, disse-me Deus. “Você crescerá muito!”

“Quanto tenho de crescer?” Perguntei.

“Tão alto como o bambu?” Foi a resposta. E eu deduzi: Tão alto quanto puder!

Espero que estas palavras possam lhe ajudar a entender que Deus nunca desistirá de você.
Nunca se arrependa de um dia da sua vida.
Os bons dias lhe dão felicidade.
Os maus lhe dão experiência.
Ambos são essenciais para a vida.
A felicidade lhe faz doce.
Os problemas lhe mantêm forte.
As penas lhe mantêm humano.
As quedas lhe mantêm humilde.
O bom êxito lhe mantém brilhante.
Mas, só Deus lhe mantém caminhando. 

AUTOR DESCONHECIDO


segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

O que é o amor?

Muita gente diz que o amor é cego. Mas o amor não é cego. A paixão cega.

Aposto que você conhece várias pessoas que abdicam de muitas coisas em suas vidas para agradar o outro. Isso é feito em nome do amor, mas na verdade isso simboliza a falta de amor. Do amor próprio. Entenda, você precisa se amar primeiro para depois poder amar alguém. Se colocar em primeiro lugar não é egoísmo, é um ato de respeito consigo mesmo. Porque de tanto você abdicar de coisas que parecem insignificantes, um dia isso vai estourar. Se a pessoa te ama de verdade, ela não vai querer que você deixe de ser quem você é.

Você tem que aprender a ser feliz sozinho primeiro, para depois ser feliz com outra pessoa. Você não pode impor ao outro o encargo de te fazer feliz. É uma cobrança muito grande.

É verdade que você não pode escolher de quem vai gostar, mas pode escolher com quem vai se relacionar. Se você está em um relacionamento que não te faz bem, seja por qual motivo for, você pode escolher não continuar mais nesta situação. Não é uma escolha fácil, mas é a mais certa. Pode te fazer sofrer agora, mas também dá um alívio. É você escolhendo o melhor pra você.

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

A igreja acolhe?



Tendo como base este texto aqui, quero compartilhar aqui minha constatação após frequentar/visitar várias igrejas. As pessoas não sabem receber os visitantes/novos membros. Não posso generalizar, já encontrei pessoas maravilhosas na igreja, mas no geral eu fui mal recebida. Já me negaram o livro da escola dominical porque eu não era batizada...já fizeram cara feia porque eu sentei no lugar que a pessoa tinha o costume de sentar todo culto.

Nunca me senti acolhida, apesar de estar há vários meses frequentando. Sempre achei que existem panelinhas nas igrejas assim como existe na escola.

Sempre me perguntei: será que é porque eu uso blusa de alça? Porque eu tenho 3 brincos na orelha?
Não sei. Mas na verdade nada disso importa. Isso não muda o meu relacionamento com Deus.

Eu fico pensando...se eu me sinto assim, imagina quem chega numa igreja pela primeira vez. Quem chega procurando consolo, querendo ouvir uma palavra amiga, um conforto na palavra de Deus. Será que vai encontrar?

Que as pessoas possam repensar suas atitudes e seguir os ensinamentos de Jesus: e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. João 6:37


A igreja precisa ser um lugar que acolhe e não que julga e discrimina.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...