quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

O CARPINTEIRO E A CASA





Um velho carpinteiro estava para se aposentar. Contou a seu patrão sobre seus planos de deixar o serviço de carpintaria e construção de casas, para viver uma vida calma com sua família. Obviamente ele se ressentia da falta do salário mensal, porém, necessitava e merecia a tão sonhada aposentadoria. O proprietário da empresa lamentou o desligamento de um de seus melhores funcionários, entretanto considerou justa sua reivindicação.

Como última tarefa a desempenhar, o patrão solicitou a ele que construísse ainda mais uma última casa e então, poderia afastar-se da labuta diária. O carpinteiro consentiu mas, com o tempo, percebia-se nitidamente que seus pensamentos e seu coração não estavam no trabalho. Ele não se empenhou no serviço e utilizou mão de obra e matéria-prima de qualidade inferior. Foi uma maneira lamentável de encerrar sua carreira ! Quando o carpinteiro terminou o trabalho, o construtor veio inspecionar a casa e entregou a chave da porta ao carpinteiro dizendo: esta casa é sua, é meu presente pra você ! Que vergonha ! Se ele soubesse que estava construindo sua própria casa, teria feito completamente diferente, não teria sido tão relapso ! Agora, iria morar numa casa feita de qualquer maneira...

Assim acontece conosco. Construímos nossas vidas de maneira distraída, reagindo mais do que agindo, desejando colocar menos do que o melhor. Nos assuntos importantes, não empenhamos nosso melhor esforço. Então, em choque, olhamos para a situação que criamos e vemos que estamos morando na casa que construímos... Pense em você como um carpinteiro. Pense em sua casa. Cada dia você martela um prego novo. Coloca uma armação ou levanta uma parede.
Construa sabiamente, pois da qualidade desta construção, depende diretamente o seu futuro ! A vida é um projeto de “ faça você mesmo”! A sua vida de hoje é o resultado de suas atitudes e escolhas feitas no passado. Sua vida de amanhã é o resultado de suas atitudes e escolhas que fizer hoje. 

Mensagem pra você




Eu conheço o seu coração. Seu coraçãozinho que já foi 

quebrado, estilhaçado em mil pedacinhos, como um copo de


cristal que cai no chão. Conheço seus pensamentos, cada um que


passa na sua mente, conheço os seus sonhos, conheço os seus 

desejos, o que você gosta e não gosta. Além de tudo isso, eu 


conheço a dor que você sente. Não por conhecer tudo, mas por 


sentir ela com você. E quando você chora, eu choro junto, quando


 você se tranca no quarto, eu não deixo ninguém entrar, te coloco no 


meu colo e deixo você chorar, até que durma. Agora você sabe por 


que se sente em paz quando chora? É porque eu recolho suas 


lágrimas, para que eu as chore no seu lugar. E quando sua dor para,


é porque eu estou sofrendo por você. Eu estou quieto, e você está se 

remoendo de raiva de mim.

Estou quieto porque quero preparar algo maravilhoso no fim do 

túnel, para que você perceba que mesmo que tenha sido escuro 


por todo o caminho, eu estive ali, na sua frente, retirando todas 


as pedras pra você, se machucando por você. Sangrando no seu 


lugar.


Você sofreu, eu sei, mas sofreu o mínimo, aquilo que eu sei que 

você poderia sofrer. O que você não podia, eu sofri. Você está com 


raiva de mim. Mas eu não me importo. Porque eu te amo além de


 tudo. E vou continuar sofrendo por você, vou continuar chorando 


por você e com você de noite, de manhã, de madrugada.


Vou continuar do seu lado quando você se trancar no quarto pra 

escutar qualquer musica no último volume. Vou te amar. Mesmo 


que você me odeie e não me queira mais, vou continuar te querendo.


 Mesmo que sinta muita raiva de mim, a única coisa que eu vou 


fazer é te amar mais.


 Com amor, Deus!



AUTOR DESCONHECIDO

domingo, 20 de janeiro de 2013

Deixe que digam, que pensem




"Pare de escutar as críticas dos outros e comece a dar ouvidos à sua voz interior. Ela, sim, fará você ser feliz de verdade".

Diante de uma crítica qualquer, muita gente se sente diminuída, ofendida, com a autoestima abalada. Aliás, você já reparou que vários elogios podem ser anulados por uma única crítica? Você pode até ser bajulada a todo momento... Mas basta alguém chegar e dizer que você deveria ser assim ou assado que tudo muda - mesmo que a pessoa diga isso de maneira delicada. Aquilo bate forte dentro do peito. Nossa, em situações como essa a gente fica totalmente desconcertada! E, automaticamente, adotamos uma postura defensiva.

É... os seres humanos são muito vulneráveis! Só de imaginar que vai ser criticada, você já muda a maneira de agir, já deixa de fazer as coisas como queria, não se coloca na vida como gostaria... E mais: tem gente que gasta uma vida inteira adotando posturas e atitudes falsas para evitar críticas. Então, preste atenção! Mesmo que você abra mão de ser espontânea para assumir diferentes modelos, jamais agradará a todos. Isso é impossível! E mais: você sempre será criticada por algum motivo.

Quero que você perceba que as críticas não terão esse efeito arrasador se você não der importância a elas. Isso mesmo! Se as pessoas fossem um pouco mais inteligentes, não escutariam crítica alguma. Ou escutariam, mas com muita reserva: "Fulano me disse tal coisa? Será que é verdade? É melhor eu verificar se o que ele disse faz sentido". Você deve tirar conclusões com base na sua própria observação. E o detalhe: sempre com a mente lúcida e tranquila, e com os pés firmes no chão.

O problema de receber críticas é quando a gente dá muito crédito à opinião dos outros. O que isso significa? Que você sempre se coloca em segundo plano. Desde pequenina, dá o lugar aos outros (não importa se está muito cansada), não machuca os outros (não importa quais sejam seus sentimentos)... Tudo é para os outros. O outro vai entrando de tal maneira em nós mesmos que temos um departamento na nossa cabeça que se chama "Os Outros". Pode não haver ninguém controlando suas atitudes, mas você já está se justificando, dando satisfações. Que horror!

Você? Ah, você está sempre em segundo plano, vai ficando lá no fundinho. E é por isso que as críticas magoam tanto seu coração. O segredo é um só: ponha-se sempre em primeiro lugar. Não estou estimulando o egoísmo, mas a autovalorização e a autoestima. Quero que as pessoas deem importância aos próprios dons e escutem os próprios sentimentos e emoções.

Acredite! O sucesso vem quando a gente deixa de ligar para as opiniões dos outros. Se você cair na loucura de ouvir o mundo para se orientar, vai acabar se arrebentando. E essas pessoas que você tanto considera serão justamente as primeiras a lhe desprezar, a largar você no meio do caminho. Porque a lei é essa: você só pode dar valor a quem tem valor.

Sempre que se deparar com uma crítica, pare e pense: "O que importa é o que eu sinto, não o que essa pessoa sente. O importante é o que eu ouço, não o que o outro fala. O essencial é o que eu penso, não o que o fulano ou o sicrano pensa. Dou valor àquilo que realmente sinto. A natureza me fez responsável por mim e assim o serei - para sempre!".

Luiz Antonio Gasparetto

Paz Perfeita



Havia um rei que ofereceu um grande prêmio ao artista, que fosse capaz de captar numa pintura a paz perfeita. Foram muitos os artistas que tentaram.
O rei observou e admirou todas as pinturas, mas houve apenas duas de que ele realmente gostou, e teve de escolher entre ambas. A primeira era um lago muito tranqüilo. Este lago era um espelho perfeito, onde se refletiam umas plácidas montanhas que o rodeavam. Sobre elas encontrava-se um céu muito azul com tênues nuvens brancas. Todos os que olharam para esta pintura pensaram, que ela refletia a paz perfeita.

A segunda pintura também tinha montanhas. Mas estas eram escabrosas e estavam despidas de vegetação. Sobre elas havia um céu tempestuoso do qual se precipitava, um forte aguaceiro com faíscas e trovões. Montanha abaixo parecia retumbar uma espumosa torrente de água. Tudo isto se revelava nada pacífico. Mas, quando o rei observou mais atentamente, reparou que atrás da cascata havia um arbusto, crescendo de uma fenda na rocha. Neste arbusto encontrava-se um ninho. Ali, no meio do ruído da violenta camada de água, estava um passarinho placidamente sentado no seu ninho...

Paz perfeita! O rei escolheu a segunda e explicou: "Paz não significa estar num lugar sem ruídos, sem problemas, sem trabalho árduo ou sem dor." "Paz significa que, apesar de se estar no meio de tudo isso, permanecemos calmos no nosso coração." Este é o verdadeiro significado da paz. ( Desconheço o autor)

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Perdido no meio do mar




No meio do mar, sem bússola, sem vento, sem velas. Perdido, esquecido e sem alguém pra conversar.

Muitas vezes na nossa vida passamos por momentos difíceis. Momentos tão difíceis que mal conseguimos falar sobre eles. Sonhos se vão, a esperança nos escapa e completamente sem rumo e sem direção, sentamos na beira da calçada da vida com o rosto sem qualquer expressão pensamos no ontem, sofremos o hoje e achamos que não haverá amanhã.

No meio do mar, sem bússola, sem vento, sem saída, eu estou à deriva.

Durante o período de tempestade você lutou bravamente. Içou as velas, manteve o leme do navio estável e por mais que a chuva caísse e o vento provocasse devastadoras ondas, apesar das feridas no casco do navio, você conseguiu permanecer sem afogar, mas a tempestade foi forte demais, ela apesar de dar trégua, te deixou exausto, sem forças e sem ânimo para continuar. 


Existem dias, depois da tormenta que é de cortar a alma e mesmo depois da luta, você se vê pensando se vale a pena continuar, se vale a pena persistir ou se o melhor a fazer é desistir. Nestes dias no meio do mar, sem bússola, sem vento, sem forças, você se encontra navegando em seus pensamentos sem saber se levanta ou se apenas se deixa levar.

Nesses dias um sussurro brota. Uma força que não é sua, porque você sabe muito bem que não há mais forças em você não te deixa desistir. Uma voz no seu coração começa a ecoar dizendo que você não está só. 


E essa voz não apenas afaga o seu coração e mostra que está com você ela também te diz:

“sou como uma voz atrás de você, dizendo: esse é o caminho, andai por ele.” (Is 30.21)

No meio do mar, sem bússola e sem vento você resolve olhar mais alto, e vê ao longe que logo depois do mar, tem todo um continente seguro esperando por você, mas que você ainda não tinha percebido, pois estava preocupado com a bússola ou com o vento.

Agora com os olhos no alto, seu coração se enche de esperança. Pode ser que demore um tempo para chegar, mas você sabe que vai chegar você não chegou até aqui à toa e mesmo que seja nadando você vai persistir. 

A vela pode fazer falta, as ondas do mar podem atrapalhar, mas você não está mais só. Com esperança renovada e nos lábios um novo dizer você ecoa em alta voz:

“Eu sei em quem tenho crido e sei que Ele é poderoso, pra guardar o meu tesouro, até o dia final” 
2Tm 1.12.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...