quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

O relógio



Um pai passeava com os seus dois filhos, e querendo agradá-los, disse: “Quero lhes dar um presente de surpresa, por isso, sem que vocês pensem muito, me respondam imediatamente, o que vocês querem ganhar? Mas eu quero essa resposta bem rápida, AGORA!”

O filho mais novo, vendo alguns meninos brincando de bola, não teve dúvidas: “Papai, eu quero uma bola de couro, novinha”... O outro filho, o mais velho, vendo alguns rapazes da classe alta na porta de um shopping, e todos usando relógios de marca, disse: “Pai, eu quero um relógio que seja banhado a ouro”.

No dia seguinte, o filho caçula recebeu o que havia pedido, e vibrou muito com o presente, uma bola oficial idêntica às do campeonato brasileiro. O filho primogênito, cheio de expectativas, aguardou ansioso o momento de receber o seu... Mas seu pai não trazia nada nas mãos, e nem lhe disse quaisquer palavras...

Os dias passaram, e nenhum sinal do presente pedido... Quem sabe ele vai trazê-lo em seu aniversário, ou no natal, ou no dia das crianças... Mas NADA! Todas essas datas passaram e o tão esperado relógio não veio...

Alguns anos se passaram, e aquele garotão já se tornara um rapaz e nem se lembrava mais daquela promessa, no entanto, seu pai não se esqueceu, e em um fim da tarde, retornando do serviço, trouxe uma caixinha enrolada em papel festivo, entregou ao jovem e disse: “Meu filho, há muito tempo atrás você me pediu um relógio banhado a ouro, só que você ainda era muito novo e com certeza iria perdê-lo, ou estragá-lo, ou mesmo, ser roubado... Hoje, porém, você está apto a recebê-lo, e por isso estou lhe entregando algo melhor do que você me pediu, pois este é um relógio todo de ouro...”

Assim como esse pai, o Deus eterno age da mesma forma e sabe o instante exato em que podemos usar o nosso “relógio de ouro”. Deus sabe perfeitamente o momento de nos presentear com aquilo que pedimos, e Ele tem um cuidado todo especial de somente nos dar depois de se certificar que somos capacitados em manter as Suas bênçãos...

Mesmo que você não seja merecedor do que pede, o Pai Celeste te escuta, e Ele há de moldar o seu caráter, até que então, tendo um coração transformado, você seja surpreendido com algo bem melhor do que houvera solicitado.

“Por isso Eu afirmo a vocês: quando Orarem e pedirem alguma coisa, creiam que já a receberam, e assim, lhes sucederá” (Marcos 11: 24)

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...