segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Em um relacionamento sério com o problema


Durante os 27 anos em que venho atendendo pessoas de diferentes idades, classes sociais, homens, mulheres, vejo um mesmo componente : a insistência em se envolver com o problema nos mínimos detalhes e com forte crença de que quanto mais eu contar tudo e explicar tudo e falar tudo, e descobrir tudo , eu encontrarei a solução . 

E estudando a estrutura do cérebro, eu sei que é exatamente o contrário que trará a solução- quanto menos eu falar, quanto menos eu focar nisso, quanto menos eu buscar por explicações, mais eu estimulo outras áreas do cérebro e desfocando do problema ele se dissolve.

A pessoa esta sofrendo porque ela está comprando esse sofrimento e intensificando ele, ao invés de desprender-se. Mesmo que esse problema já tenha criado muitas experiências ruins, é hora de CORTAR a relação com ele. Desfaça a parceria com o seu problema!

O mais interessante é que, quando resolvemos um problema, acabamos solitários e resolvemos que então, é a hora de procurarmos pelo próximo problema!

Tem muita gente em relacionamento sério com o seu problema. Tem gente casada e em relação estável por décadas com um problema e que torna ele o centro da sua vida. Quando eu proponho uma separação , muitos resistem : quem serei eu sem ele? Estão tão apegados que transformaram em sua própria identidade.

Vamos aprender a " casar " com as oportunidades novas que a vida nos propõe?
Não se envolva...dissolva!  

Um comentário:

Cida Kuntze disse...

Achei esse texto ÓTIMO!!!
É isso mesmo, concordo com a autora.
Beijinhos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...