segunda-feira, 9 de abril de 2012

A escolha




Durante as horas que constitui o dia, ficarei a mercê das demandas diárias que fazem parte da vida de qualquer ser humano que vive nesse mundo. Esse é o momento em que preciso fazer escolhas. Por causa do calvário, estou livre para escolher

Escolho o amor, nenhum fato justifica o ódio.

Escolho a alegria, convidarei o meu Deus para que seja o Deus da circunstancia.

Escolho o perdão, perdoarei para que possa viver.

Escolho a paciência, negligenciarei as inconveniências do mundo.

Escolho a generosidade, a virtude a fidelidade.

Escolho a mansidão, nada pode ser vencido à força.

Escolho o autocontrole.

Sou um ser espiritual, após a morte desse corpo, meu espirito subirá. Recuso-me a permitir que a podridão domine o que é eterno, ficarei embriagado apenas pela alegria. Comovido apenas pela minha fé. Serei apenas influenciado por Deus, serei apenas ensinado por Jesus, escolho o autocontrole.

Amor, alegria, paz, paciência, generosidade, virtude, fidelidade, mansidão, autocontrole. A estes submeto meu dia. Caso seja bem sucedido, louvarei a Deus. Se falhar, buscarei sua graça .E então, ao anoitecer, colocarei a minha cabeça sobre o travesseiro e descansarei.

A.D

Um comentário:

Carol disse...

Oi, florzinha!!!
Que mensagem linda!! Será que hoje é o dia das escolhas? Porque em outro blog que eu sigo tinha um pensamento lindo sobre escolhas também. Enfim, que bom que temos o livre-arbítrio e podemos optar pelo caminho do bem.
Um semana de muita luz!!!
Bezitos!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...