Escolhas e decisões




Dizem que na vida é muito importante saber escolher bem as coisas. Saber decidir no momento certo, em situações certas, aconselhando-se com pessoas certas.

Conta uma lenda que certa mulher pobre com uma criança no colo, passando diante de uma caverna escutou uma voz misteriosa que lá dentro lhe dizia: Entre e apanhe tudo o que você desejar, mas não se esqueça do principal. Lembre-se, porém, de uma coisa: Depois que você sair, a porta se fechará para sempre. Portanto, aproveite a oportunidade, mas não se esqueça do principal.

A mulher entrou na caverna e encontrou muitas riquezas. Fascinada pelo ouro e pelas jóias, pôs a criança no chão e começou a juntar, ansiosamente, tudo o que podia no seu avental.

A voz misteriosa falou novamente: Você só tem sete minutos.

Esgotados os 7 minutos, a mulher carregada de ouro e pedras preciosas, correu para fora da caverna e a porta se fechou...

Lembrou-se, então, que a criança ficara lá e a porta estava fechada para sempre!

A riqueza durou pouco e o desespero, sempre.

O mesmo acontece, às vezes, conosco. Temos uns setenta anos para viver neste mundo, e uma voz sempre nos adverte: Não esqueça do principal. E o principal são os valores espirituais, a oração, a vigilância, a família, os amigos, a vida! Mas a ganância, a riqueza, os prazeres materiais fascinam tanto que o principal vai ficando sempre de lado... Assim, esgotamos o nosso tempo aqui, e deixamos de lado
o essencial: Os tesouros da alma!
Porque temos a tendência de amarmos as coisas e usarmos as pessoas, se Deus criou as pessoas para amarmos e as coisas para usarmos?

São escolhas e decisões...

Em Lucas 10.38-42, o evangelista nos mostra que Maria escolheu a parte que é a melhor de todas, e esta ninguém vai tomar dela: ouvir o que o Mestre e Salvador Jesus tem a nos dizer. Marta não estava totalmente errada, pois o que ela fazia era importante, diga-se de passagem, porém, não adequada e nem extremamente necessária para o momento.

Uma vez que Deus nos escolhe, pela fé em Cristo, nós podemos ser também pessoas que dedicam o seu precioso tempo para refletir e ouvir a melhor parte, a fim de não nos esquecermos do principal em nossas vidas.

Que Deus nos ajude e fortaleça esta certeza em nossos corações.

Leia Também: Cuida do que é mais importante - O cavalo e os diamantes

Comentários

Claudine Netto disse…
Os bens materiais se vão e os valores espirituais ficam dentro de nós, na nossa alma e no nosso coração.
Precisa-se polir muito o espírito,
livrando-o das máculas que acumulamos.
Essas máculas são as doenças, os conflitos e a miséria.
Deus quer o paraíso dos céus na terra, mas por causa da ganância, dos prazers terrenos é que há tanta miséria neste mundo em que vivemos.
Por isso não devemos fazer ao próximo o que não queremos para nós.
Excelente postagem.