Sobre o dia dos namorados...(parte 1)

namoro, casamento, noivado, dia dos namorados


Confesso que acho que é uma data comercial, não vejo nenhum romantismo nela. Acho também que você deve presentear o outro porque viu algo que lembrou seu par, que combina com ele. Para mim isso tem muito mais valor que um presente comprado por causa de uma certa data, seja dia dos namorados, aniversário ou Natal.

Mas voltando ao tema principal deste texto: o dia dos namorados. É impressão minha ou esse ano tem menos declarações de amor por aí? Será que eu não reparei? Ele ano não vi propagandas de aluga-se para o dia dos namorados rsrsrs.

Na verdade não entendo o porquê de ficar se exibindo, se declarando na internet, quando para todo mundo ler, qaundo o outro está ali do lado. Relacionamento é particular, só diz respeito a quem faz parte dele, não é de domínio público. Posso estar exagerando, mas tenho a impressão que muita gente quer pintar um quadro que não existe de verdade, entende? É só mais um daqueles “filtros de felicidade” que as pessoas postam nas redes sociais.

Relacionamento é muito mais que palavras, relacionamento é atitude, é estar presente para o que der e vier, é companheirismo. É não dizer nada e dizer tudo com o olhar. Como diz o padre Fábio de Melo, “o amor não sobrevive de teorias”.

Mas se você está solteira(o) feito eu, não ligue! O amor baterá à porta no momento certo! Nada chega antes que estarmos prontos para receber. Primeiro a gente precisa aprender a se amar, a se respeitar, a se colocar em 1° lugar, para só depois aprendermos a amar outro alguém.
Precisamos ser felizes sozinhos, porque é um fardo muito pesado o outro ser responsável por nossa felicdade. Como eu já li em algum lugar, eu não quero alguém que me complete, eu quero alguém que me transborde!

E é como eu sempre digo: se eu estou solteira, é porque não apareceu ainda alguém que valesse a pena! Se não for para amar e ser amada de verdade, não vale a pena investir tempo e sentimento num “romance” sem futuro. Preserve-se. Afinal, não é todo mundo que reconhece uma joia rara.




Comentários