Confiança



Certa casa estava em chamas. Um dos filhos menores, em vez de sair, correu para o segundo andar. Desesperado foi à janela e começou a gritar:

-Pai, pai, pai.

A fumaça do primeiro andar não permitia a visibilidade do menino, mas o pai o enxergava bem e disse:

- Meu filho, jogue-se que eu te seguro.

Mas o filho gritava:

- Pai, eu não te vejo!

O pai respondeu:

- Meu filho, eu te vejo e isto basta.

Confiante, o filho jogou-se nos braços do pai e foi salvo.

Precisamos ter fé e acreditar no imenso e infinito amor de Deus, nosso Pai, que está sempre pronto para estender a sua mão e nos salvar. Nós devemos agir com a confiança deste garotinho, que apesar do medo , entregou a sua vida nas mãos do seu pai . Ele foi SALVO porque acreditou e confiou!!!

Comentários